fbpx

Mastercard e Visa – transações via WhatsApp

Mastercard e Visa – transações via WhatsApp
As empresas Mastercard e Visa pretendem requerer ao Banco Central (BC) autorização para funcionamento dos serviços de transações via WhatsApp

Na última terça-feira (23), o Banco Central (BC) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) determinaram a suspensão integral do funcionamento dos serviços de pagamentos e transferências financeiras via WhatsApp. Com o intuito de ter a plataforma reativada, as bandeiras Mastercard e Visa elaboram pedido formal ao BC. 

A Mastercard anunciou que permanecerá com o foco de trazer as “melhores soluções de acordo com as necessidades de seus clientes e consumidores”. Nesse sentido, segundo o presidente da Visa no Brasil, Fernando Teles: “Vamos submeter novamente nossas regras com o pagamento integrado ao WhatsApp ao BC, com um pedido de autorização”.

Ainda, de acordo com Fernando, a intenção do pedido que será feito ao BC é muni-lo com documentos que deixem claro a segurança da plataforma. Disse que: “Nossa expectativa é de que o regulador seja como sempre diligente no seu processo, avalie e autorize o prosseguimento e siga contribuindo para a livre concorrência”.

Em relação a anticompetitividade, citada como um dos motivos da suspensão, Teles salienta: “O modelo não tem nada de anticoncorrencial ou anticompetitivo, novos participantes podem entrar. E, pelo contrário, tem inovação para os consumidores finais”. Ademais, há a informação de que, anteriormente, o WhatsApp havia consultado as empresas como Rede (do Itaú) e a Getnet (do Santander).

Na visão de alguns executivos da área, a suspensão das transações via WhatsApp está diretamente relacionada ao temor gerado pela concorrência que o serviço trará ao PIX (plataforma do BC). Ainda pontuam que, em diversas outras situações, o órgão agiu de “mão pesada”, na tentativa de influenciar o funcionamento do mercado.

Fonte: ESTADÃO

Fonte 2: VALOR.GLOBO

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Veja também

Posts Relacionados